segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Cheesecake Romeu e Julieta

Postado por: Marília



“Amor é uma fumaça que se eleva com o vapor dos suspiros; purgado, é o fogo que cintila nos olhos dos amantes; frustrado, é o oceano nutrido das lágrimas desses amantes. O que mais é o amor? A mais discreta das loucuras, fel que sufoca, doçura que preserva – Romeu


Embebida desse romantismo todo que apresento à você esta sobremesa deliciosa. Fique tranquilo se não souberes escrever lindas cartas de amor. Esta cheesecake vale por um "amo você".

Vamos aos ingredientes?

150g de biscoito tipo maisena
100g de manteiga sem sal
200g de ricota fresca
200g de creme de leite fresco
1 lata de leite condensado
1 envelope de gelatina em pó sem sabor
150g de goiabada
1 ½ xícara de água

Comecei triturando os biscoitos no processador até formar uma farofa. Adicionei a manteiga e misturei bem. Forrei o fundo de uma forma de aro removível (25cm de diâmetro), cuidando para deixar o mais nivelado possível. Reservei.

No processador limpo, juntei a ricota, o leite condensado e o creme de leite. Deixei bater por 1 minuto, até adquirir um creme homogêneo. Preparei a gelatina conforme as orientações do fabricante. Juntei ao creme e bati novamente. Despejei a mistura sobre a massinha de biscoitos. Tampei a forma com filme plástico e leve à geladeira por 4h.

Enquanto isso preparei a cobertura: no processador limpo, bati a goiabada com a água. Despejei em uma panelinha e deixei cozinhar em fogo baixo, até adquirir textura de geleia. Acondicionei em uma tigelinha e levei à geladeira.

No momento de servir, desenformei a cheesecake, acomodei em um prato e cobri com a goiabada.


Não tem como não amar <3 (ai de mim que sou romântica...)



sábado, 24 de janeiro de 2015

Couve flor ao molho de tahine

Postado por: Marilia



Esta receita é árabe. Revelou-se uma deliciosa forma de saborear a couve-flor!

Os ingredientes são:

1 couve-flor grande 
sal
1/2 xícara (chá) de tahine
2 dentes de alho
1/4 xícara (chá) de água gelada
suco de 1 limão


Comecei limpando e separando os buquês da couve-flor - quanto menores, melhor. Depois branqueei. (ensinei a técnica aqui). Reservei.

Levei ao fogo médio uma frigideira grande. Quando estava bem quente, adicionei um fio de óleo de milho e fui acomodando os buquês, deixando dourar levemente de cada lado. Deixei escorrer num refratário sobre papel absorvente.

Enquanto isso, preparei o molho. No processador adicionei o suco do limão, o alho, o sal e o tahine. Conforme fui batendo a mistura, adicionei a água aos poucos, pois a ideia era obter um molho de textura cremosa.

Assim que terminei de grelhar toda a couve-flor, servi imediatamente regada pelo molho de tahine.

Maravilhoso!

Minhas considerações:

- testei as duas formas de cocção: fritando por imersão (original) e grelhando. Nos agradou mais a versão grelhada. Mas caso prefira fritar, leve uma panela pequena e funda ao fogo com óleo suficiente para cobrir os buques de couve-flor. Frite-os aos poucos, até dourarem levemente. Escorra em papel absorvente;

- só penso em combinar esta gostosura com o mjadra que ensinei a fazer aqui.

- se fizer me conta?



Um grande beijo.

Até a próxima!!


*** receita extraída do livro Síria e Líbano. Coleção Cozinha do Mundo. São Paulo: Ed. Abril, 2010. Vol. 06. pág. 34.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Apfelstrudel

postado por: Marilia


Embora tenha origem austríaca, este folhado de maçãs tronou-se conhecido internacionalmente como um doce alemão, devido a grande produção de maçãs nesta região.

A primeira vez que experimentei esta delícia foi amor a primeira mordida. Uma querida amiga me apresentou (obrigada Erika!). Num passeio à Campos do Jordão conheci a versão que apresento hoje: com mix de castanhas e frutas - é de capotar!

Se você ainda não experimentou, recomendo que resolva este problema o quanto antes! rs

Vamos à receita?

1 rolo de massa folhada descongelada
5 maçãs fuji cortadas em fatias finas - sem o caraço
3/4 xícara (chá) de farinha de rosca
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de rum
2 colheres (sopa) de água quente
50g de uva passa-preta
50g de damasco seco picados
100g de castanhas picadas (caju, castanha do pará, amêndoas e nozes - ou as que você preferir)
3 colheres (sopa) de açúcar
1 ovo batido - para pincelar

Pré-aqueci o forno a 180.º C.

Comecei pela farofa. Numa frigideira, derreti em fogo médio a manteiga. Em seguida adicionei a farinha de rosca e mexi até ficar douradinha. Deixei esfriar.



Hidratei as uvas-passas e os damascos com o rum e a água por aproximadamente 20 minutos. Piquei as castanhas. Reservei.



Lavei as maçãs em água corrente e cortei-as em fatias finas. Mantive-as imersas em água com gotas de limão para não escurecerem.



Numa tigela grande adicionei as maçãs (escorridas) as castanhas e as frutas picadas - e escorridas - a farofa e o açúcar. Misturei bem.


Sobre uma superfície enfarinhada, abri a massa para que ficasse bem fininha. Depois transferi para um pano bem limpo. Numa das pontas (a de menor comprimento) acomodei o recheio. Passei água nas pontas para que a massa colasse. Com o auxílio do pano, fui formando o rocambole, pressionando as pontas para que o recheio não vazasse. (Me esqueci de tirar foto desta etapa. Perdão!!)

Transferi o rocambole para um forma (não precisa untar/enfarinhar). Pincelei com o ovo batido e levei para assar até ficar levemente dourado.

Servi com uma boa colherada de chantilly. 





Minhas considerações:

- fiz a opção pela massa pronta pois a massa caseira é extremamente complicada de se fazer: demanda tempo e habilidade que ainda não possuo;

- é um doce delicado, portanto vigie o tempo de forno pois não deve assar demais;

- podes servir com uma bela bola de sorvete... eita!!

- recomendo fortemente que faças na sua casa e compartilhe com quem você ama.


Bom apetite!


Se fizer me conta?



quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Salmão grelhado com crosta de gergelim

postado por: Marília



Opção pá-pum - e linda! - para variar a forma de preparar este peixe tão delicioso.

Cortei os filés, separando as partes mais altas, para ficar mais suculento e bonito.

Temperei como de costume: alho picadinho, sal e pimenta do reino moída na hora. Deixei descansar por 15 minutos.

Levei uma frigideira anti aderente ao fogo médio para aquecer. Enquanto isso montei os filés:

em um prato fundo, cobri o fundo com azeite de boa qualidade; em outro prato fundo, acomodei o gergelim preto misturado com o claro.

Com o auxílio de uma pinça, passei um lado do peixe no azeite e, em seguida, no gergelim, apertando bem do lado contrário, a fim de que toda a superfície ficasse bem coberta com as sementinhas.

Quando a frigideira já estava bem quente, coloquei um fio de azeite e grelhei os filés por aproximadamente 2 minutos de cada lado.

Lindo, leve e delicioso!


Minhas considerações:

- depois de passar pelo gergelim, dê uma leve pressionada na crosta, a fim de que as sementinhas grudem bem no filé;

- é importante cuidar do tempo no fogo. Este peixe possui carne delicada e é importante manter a umidade;

- pode-se servir com os mais variados acompanhamentos: legumes assados, salada de folhas, purê de batata doce ou mandioquinha... aqui no blog temos várias opções para você se esbaldar!

Bom apetite!

sábado, 10 de janeiro de 2015

Molho de Forno

postado por: Marília
executado por: Luis




Este molho é uma opção deliciosa e prática para as férias: coloca-se todos os ingredientes num refratário e forno! 

Aqui em casa fazemos o estilo rústico. Mas caso queira algo mais arrumadinho, fique à vontade para fazer do seu jeito, ok?

Os ingredientes são:

300g de tomatinhos cereja maduros
1 cebola roxa média cortada em pétalas
4 dentes de alho cortados ao meio
4 raminhos de tomilho
50g de azeitonas pretas sem caroço
sal
pimenta do reino moída na hora
azeite - do bom!



Disponha todos os ingredientes num refratário grande e tempere com o sal e a pimenta e regue generosamente com o azeite. Leve ao forno médio pré-aquecido por aproximadamente 30 a 40 minutos, ou até que os tomatinhos murchem e as cebolas fiquem macias - a esta altura sua casa estará com um perfume inebriante!

Incorpore ao molho a massa de sua preferência e bom apetite!




Inacreditavelmente simples, não é?

Se fizer me conta?

Forte abraço!



sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Livro Tortas de Frutas - Publifolha

postado por: Marília



Já manifestei aqui meu amor por tortas de frutas. Acho um prato charmoso, carregado de carinho. Portanto, ganhar este livro teve um significado especial (muito obrigada mãe!).



Esta edição reúne execuções deliciosas com frutas frescas e secas como tortas, strudels, crisps e crumbles. Me proporcionou conhecer outras preparações como cobblers, clafoutis e slumps todas de aparência deliciosa!


Os ingredientes são acessíveis e a variedade de frutas tão grande que pode-se fazer tortas o ano inteiro!

Passo-a-passo super explicadinho e fotos lindas, veja só:





Muito, muito feliz!




Tortas de frutas - delícias quentinhas para saborear em todas as ocasiões. São Paulo: Publifolha, 2013




*** Este artigo não é patrocinado.





quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Moqueca de Pintado - à moda baiana

postado por: Marília





Moqueca é um dos meus pratos preferidos! É mega saborosa e simples de fazer. Tem coisa melhor?

Para esta preparação utilizei:

2 colheres (sopa) de azeite de dendê
1 dente de alho picado finamente
1 pimentão amarelo fatiado
1 pimentão vermelho fatiado
2 tomates fatiados
2 cebolas fatiadas
1 kg de postas de pintado - ou outro peixe de carne firme
200 ml de leite de coco
coentro fresco picado à gosto
cebolinha fresca picada à gosto
pimenta do reino moída na hora
sal
1/2 limão





Comecei colocando a panela de barro para esquentar. Ela demora uns 20 minutos para atingir a temperatura ideal para a cocção. Durante o aquecimento, mantenha-a tampada - isso agiliza bastante o processo.

Enquanto isso, temperei as postas de peixe com alho, sal, pimenta do reino e limão. Reservei.

Quando a panela estava bem quente, coloquei o azeite de dendê e comecei a refogar os legumes, começando pelos pimentões, que precisam de maior tempo de cozimento. Quando ficaram levemente macios, acrescentei a cebola e deixei refogar mais um pouco. O objetivo é não deixá-los desmanchando, ok? Apenas amaciá-los. Por fim, acrescentei os tomates e deixei refogar por mais 5 minutos. Temperei com sal e pimenta do reino.





Acrescentei a cebolinha picada e acomodei as postas do peixe - com o caldo da marinada que se formou. Despejei o leite de coco e tampei a panela. Como as postas do peixe estavam grandes, deixei cozinhar por 15 minutos - fui acompanhando a cocção para que não se desmanchasse.

Acertei o sal e finalizei com bastante coentro picado - amo! 

Servi com arroz branco fresquíssimo e foi só felicidade!





Bom apetite!