sábado, 28 de março de 2015

Frango chinês

postado por: Marília





Pense num prato deliciosamente aromático e saboroso. A mistura de sabores é apaixonante: o adocicado do mel, o ardidinho do gengibre, frango tenro, os legumes levemente crocantes. Muito bom!

Os ingredientes são:

500 g de filé de frango sem osso e sem pele
1 colher (sopa) de amido de milho
2 colheres (sopa) de molho shoyo
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
1 cenoura média
1 cebola roxa
3 dentes de alho
3 centímetros de gengibre

Para o molho:
½ xícara (chá) de mel
½ xícara (chá) de molho shoyo
Suco de 2 limões
2 colheres (sopa) de óleo de gergelim

Finalização
¼ xícara (chá) de amendoim torrado
Cebolinha fatiada à gosto


Comecei cortando o filé em tiras. Numa tigela juntei o amido com as duas colheres de shoyo. Misturei bem, envolvi o frango com esta mistura e reservei.

Cortei em tiras a cenoura, a cebola, os dentes de alho (removi o broto) e os pimentões (removi as partes brancas). Ralei o gengibre bem fininho. Reservei.

Numa tigelinha juntei o mel, o shoyo e o suco dos limões. Misturei e reservei.

Levei uma frigideira anti aderente ao fogo alto. Dourei o frango em fio de óleo de milho e reservei num prato. Baixei o fogo para médio, acrescentei mais um fio de óleo e comecei a refogar os legumes. Comecei pela cenoura, quando ficou levemente macia, juntei os pimentões, deixei refogar por uns 2 minutos, mexendo sempre. Juntei a cebola e refoguei por mais 2 minutos. Acrescentei o alho e o gengibre e deixei refogar mais um pouco. Devolvi o frango para a frigideira e reguei tudo com o molho. Tampei a frigideira e deixei cozinhar por 5 minutos.

Finalizei com amendoim torrado e cebolinha fresca fatiada.

Servi com arroz branco fresquíssimo e foi só alegria.




Agora tô cobiçando o porco chinês, rs. Vou experimentar com lombo. 


Se fizer me conta?


Forte abraço!

quarta-feira, 25 de março de 2015

Berinjela à napolitana

postado por: Marília





Aqui em casa gostamos de berinjela de qualquer jeito: mousaka (ensinei aqui), conserva (aqui), antepasto, babaganoush (aqui)... enfim... 

Esta é uma forma deliciosa de variar o preparo. Vem comigo!

Os ingredientes são:

2 berinjelas grandes
4 tomates maduros picados (usei com pele e sementes)
1 cebola média picada em cubos pequenos
2 dentes de alho picados finamente
¾ xícara de queijo muçarela ralado
¾ xícara de queijo parmesão ralado
1 ramo de manjericão
Lascas de azeitona preta
Azeite de boa qualidade
Sal
Pimenta do reino moída na hora

Pré aqueci o forno a 200.ºC.

Comecei lavando bem as berinjelas. Cortei ao meio, no sentido do comprimento e acomodei as metades num refratário. Perfurei o miolo com um garfo. Temperei com sal, pimenta do reino e azeite. Cobri com papel alumínio e levei para assar por 30 minutos, até ficarem macias.

Enquanto as berinjelas assavam, preparei o molho: numa frigideira antiaderente refoguei a cebola em um fio generoso de azeite até ficar transparente. Juntei o alho e refoguei por um minuto. Acrescentei o tomate e o manjericão e deixei cozinhar em fogo baixo, até que o tomate desmanchasse. Temperei com sal e pimenta. Finalizei com as lascas de azeitonas.

Com a ajuda de uma colher, fiz alguns cortes na polpa da berinjela e, nestes cortes, fui depositando o molho. Cobri todo o topo com o queijo muçarela e finalizei com o parmesão. 

Levei para gratinar em fogo alto.

Servi com arroz branco fresquinho e um boa taça de vinho.

Ficou bárbaro!





Se fizer me conta?


Forte abraço!

terça-feira, 24 de março de 2015

Asinhas de frango à moda coreana

postado por: Marília





Certo dia, assistindo a um documentário sobre a Coréia (não me recordo se do Sul ou Norte) vi que estas asinhas são bem populares no país. Existe um restaurante que vende as tais asinhas por grau de picância, sendo que o destemido que conseguir comer o nível hard, recebe uma singela homenagem (rs).

O tempo passou, e as tais asinhas caíram no esquecimento.

Até que dias atrás, navegando pela internet, deparei-me com o lindo site Cozinha da Matilde. Que grata surpresa: lá tinha a receita das tais asinhas! \0/\0/\0/

Vontade de experimentar – confere!

Ingredientes para o prepararo – confere!

#partiucozinha


Para preparar estas delícias utilizei:


1 kilo de asinhas de frango

Pasta base:
8 pimentas dedo de moça
¼  xícara (chá) de gengibre picado
¼  xíacara (chá) de alho picado

Marinada:
1 colher (sopa) de pasta base
¼ xícara (chá) de saquê
¼ xícara (chá) de mel, melaço ou Karo
¼ xícara (chá) de molho shoyo
1 colher (sopa) de óleo de gergelim

Molho para pincelar:
3 colheres (sopa) de pasta base
¼ xícara (chá) de saquê
¼ xícara (chá) de mel, melaço ou Karo
1 colher (sopa) de óleo de gergelim
2 colheres (sopa) de extrato de tomate de boa qualidade
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
Raspara de 2 limões

Finalização:
Limão
Cebolinha verde fatiada

Pré-aqueci o forno a 200.ºC.

Comecei limpando as asinhas: removi restos de penas e lavei em água corrente. Reservei.
No copo do processador, coloquei todos os ingredientes da pasta base e processei – até o ponto de pasta. Reservei.

Juntei os ingredientes da marinada em um saquinho e juntei  as asinhas. Deixei descansar por 1h, virando o saquinho a cada 15 minutos, a fim de que todas ficassem bem temperadas.
Enquanto as asinhas descansavam, comecei a preparar o molho: numa frigideira anti aderente, juntei todos os ingredientes – com exceção das raspas de limão, que coloquei apenas no final, depois de frio. Deixei cozinhando em fogo baixo, até apurar. O ideal é adquirir consistência suficiente para grudar no frango. No meu fogão, foram necessários 20 minutos.

Passada a hora do descanso, acomodei as asinhas num escorredor de macarrão e escaldei com água quente. Escorri o excesso de água e acomodei as asinhas numa forma. Levei para assar por 15 minutos de cada lado. Depois, passei cada uma pelo molho e levei para assar numa forma com uma grelha, por cerca de 45 minutos, virando na metade do tempo e pincelando com molho.

Finalizei com a cebolinha e gomos de limão.


Minhas considerações:

- embora sejam muitos ingredientes e muitos passos - o que realmente dá certo trabalho - posso garantir que tudo valerá a pena. Estas asinhas são tão deliciosas... dá até vontade de chorar!

- São extremamente aromáticas e saborosas. O ardor da pimenta com o caramelo do shoyo é incrível! Apaixonei!

- eu gosto bem assado. Para minha alegria, as partes escuras ficaram bem adocicadas. Mas daí você acompanha o tempo de forno e doura a teu gosto, ok?

- ao assar as asinhas, o molho carameliza e cria um contraste incrível com o ardor da pimenta. Muito, muito bom!

- esta é uma receita beeemmm picante. Se você não é fã de pimenta, para aliviar um pouco o ardor, pode eliminar toda – ou parte - das sementes. Mas daí corre-se o risco de descaracterizar o prato...

- Nem preciso dizer que toda esta explosão de sabor super combina com cerveja geladinha, né?



Recomendo fortemente que faças na sua casa.

Me conta depois?

Forte abraço!


***** receita original aqui.

domingo, 22 de março de 2015

Torta mousse de maracujá com chocolate

Postada por: Marília





Essa torta é super fácil de fazer e fica incrível! 

A combinação chocolate e maracujá ficou deliciosa. E a calda bem azedinha.... demais!


Vamos à receita?

100g de biscoito tipo maisena 
1 colher (sopa) de manteiga sem sal derretida
150g de chocolate meio amargo picado
50g de creme de leite de lata sem soro
1 lata de leite condensado
1 lata de suco de maracujá
restante do creme de leite
1 envelope de gelatina em pó sem sabor
polpa de 2 maracujás
2 colheres (sopa) de açúcar


Comecei triturando os biscoitos no processador até adquirir uma farofa. Misturei com a manteiga derretida e forrei o fundo de uma forma de aro removível de 18cm. Reservei.

Derreti o chocolate no microondas. Juntei o creme de leite e misturei bem. Despejei sobre a massa de biscoitos e alisei a superfície, cuidando para que tudo ficasse com a mesma espessura. Forrei com filme plástico e levei para ao freezer.

Para a mouse, juntei o suco do maracujá, o leite condensado e o restante do creme de leite no copo do liquidificador e bati por aproximadamente três minutos, até adquirir um creme liso e aerado. Preparei a gelatina conforme as orientações do fabricante. Juntei à mistura de maracujá e bati novamente.

Despejei a mousse sobre o creme de chocolate - que já estava bem firme. Cobri novamente com o filme plástico e levei para a geladeira, onde permaneceu até o dia seguinte.

Numa panelinha, juntei a polpa do maracujá (com as sementes) e o açúcar. Deixei cozinhar em fogo baixo por 10 minutos. Despejei em uma tigelinha, cobri  com filme plástico e reservei na geladeira até o dia seguinte.

No momento de servir, desenformei a torta em um prato bem bonito e cobri com a calda de maracujá.

Ficou muito, muito bom!


Minhas considerações:

- Sei que alguns gastrônomos vão me achar uma herege por nomear este creme por mousse. Mas quis respeitar a cultura popular. E, independente de qual nome tenha, é uma delícia!



Se fizer me conta?

Forte abraço!!

terça-feira, 17 de março de 2015

Escondidinho de frango com purê de batata doce

Postado por: Marília



Escondidinho é só amor, não é mesmo? É democrático (pois você pode adicionar o recheio que preferir) e tudo coberto por um macio purê... não conheço quem não goste de purê!

Daí que desta vez, decidi por fazer o purê com batata doce. E ficou ótimo! 

Vamos à receita?


Os ingredientes são:


Para o recheio:

1 peito de frango cortado em cubos
1 talo grande de alho poró fatiado
1 cebola pequena cortada em cubos
1 dente de alho picado finamente
3 colheres (sopa) de suco de limão
azeite (de boa qualidade)
sal a gosto
pimenta do reino moída na hora


Para o purê:

500g de batata doce
1 xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) cheia de manteiga
azeite (de boa qualidade)
queijo parmesão ralado
sal
pimenta do reino moída na hora


Comecei lavando as batatas em água corrente. Sequei e envolvi cada uma em papel alumínio. Levei para assar em forno pré-aquecido alto, até ficarem bem macias.

Enquanto assavam, comecei a preparar o recheio.

Temperei o frango com o sal, a pimenta, o suco do limão e o alho. Misturei e deixei descansar por 15 minutos.

Depois refoguei numa frigideira bem quente com fio de azeite até ficar levemente dourado. Acrescentei a cebola e deixei refogar até ficar transparente. Acrescentei o alho poro e deixei refogar por 2 minutinhos. Acertei o sal e temperei com pimenta do reino. Reservei.

Descasquei as batatas e passei pelo espremedor. Numa panela, coloquei as batatas espremidas, a manteiga e o leite. Levei ao fogo baixo, mexendo até que a manteiga derretesse. Para adquirir uma textura mais lisa, processei com o mixer. Deixei cozinhar um pouco em fogo baixo, até ficar bem encorpado. Temperei com sal e pimenta do reino moída na hora.

Acomodei o frango no fundo do refratário e reguei com um fio de azeite. Despejei o purê por cima, cuidando para que o recheio ficasse bem coberto. Finalizei com queijo ralado e levei para gratinar em fogo alto.


Minhas considerações:


- o resultado é um prato leve e saboroso;

- o adocicado da batata fica incrível contrastando com o frango bem temperado!

- é opcional processar o purê. Mas o resultado fica bem bacana. A textura fica bem lisa e macia. Muito bom!

- servi porções individuais, o que rendeu três porções generosas. Mas se quiser faça numa travessa só. Tranquilo?






Se fizer me conta?


Forte abraço!






segunda-feira, 9 de março de 2015

Pavlova

postado por: Marília



  1. " A pavlova é uma sobremesa em forma de bolo e a base de merengue cujo nome é uma homenagem à bailarina russa Anna Pavlova. É crocante por fora e macio por dentro, sendo por vezes decorado com frutos em cima." Fonte Wikipédia

Sinceramente não conhecia este doce. Mas achei encantadora a história de uma bailarina ter sido a musa inspiradora. E realmente é uma sobremesa delicada e leve.

Aqui optei de fazer pequenas porções e a calda de maracujá, que trouxe um azedinho incrível - para equilibrar o dulçor do suspiro.

Vamos a receita?

Os ingredientes são:


Para o merengue:
4 claras em temperatura ambiente
1 ½ xícara (chá) de açúcar refinado
2 colheres (chá) de amido
1 colher (chá) de suco de limão

Para o creme:
300g de creme de leite fresco - bem gelado
3 colheres (sopa) de açúcar
¼ de fava de baunilha

Para a cobertura:
300g de polpa de maracujá
½ xícara (chá) de açúcar

Pré aqueci o forno a 180ºC.

Comecei batendo as claras na batedeira. Quando começaram a espumar, fui acrescentando aos poucos o açúcar. Depois acrescentei o suco de limão e o amido e deixei bater, até adquirir um creme liso e brilhante.



Num pedaço de papel manteiga, risquei vários círculos bem espaçados, para delimitar o tamanho dos suspiros. Usei a folha do lado contrário, para o creme não entrar em contato com o grafite. 



Modelei os merengues e levei para assar por aproximadamente 45min.



Enquanto as pavlovas assavam, comecei a preparar a calda.

Numa panelinha juntei a polpa do maracujá com o açúcar  e deixei cozinhar no fogo baixo por 10 minutos. Desliguei o fogo, acomodei a calda num potinho e levei para gelar.

Numa tigela, juntei o creme de leite, a baunilha e açúcar bati em ponto de chantily. Levei para gelar.

Quando as pavlovas estavam assadas, desliguei o forno e deixei descansar dentro dele por mais 45 minutos.




No momento de servir, acomodei o suspiro no prato e quebrei a superfície:



Cobri com uma generosa colher de chantilly:



E finalizei com a calda de maracujá.



Lindo e delicioso!


Minhas considerações:

- é importante que as claras estejam em temperatura ambiente. Isso garantirá que, ao serem batidas, elas cresçam ao máximo;

- depois de acrescentar todo o açúcar, faça o seguinte teste: peque uma pequenina quantidade do suspiro com o dedo indicador e esfregue no polegar. Se não sentir mais nenhum grãozinho de açúcar o seu suspiro está ok!

- aqui a função do suco de limão é garantir estabilidade ao merengue. Você pode substituir por outro ácido como vinagre branco ou cremor tártaro – para este último, reduza a quantidade para uma colher rasa de café.

- a função do amido é deixar o suspiro com aquela casquinha crocante que tanto amamos;

- o ideal é não deixar o merengue dourar - ele deve ganhar uma coloração bege muito clara. O trucão é observar: quando começarem a rachar na superfície é porque está no ponto. No meu forno foram necessários 45 min a 180ºC. Acompanhe o tempo de forno, pois o seu pode ser mais forte. 

- Assando o seu merengue direitinho, ele terá o aspecto crocante por fora e puxa-puxa por dentro... coisa de louco!






 Tá servido(a)?


Se fizer me conta?

Beijo grande!

quinta-feira, 5 de março de 2015

Salada americana de batatas

Postado por: Marília



Esta salada é simples de fazer e com certeza ganhará seu coração.

Não tem como não amar! <3

Os ingredientes são:

1 kg de batata
2 colheres (sopa) de maionese - de boa qualidade
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de cebolinha picada
1 colher (chá) de mostarda amarela
1 talo pequeno de salsão picado
1 colher (sobremesa) de alcaparras picadas
1 dente de alho picado finamente
suco de 1/2 limão 
pimenta-do-reino preta à gosto
sal à gosto


Lavei as batatas em comecei cozinhando as batatas em água fervente e salgada por 20 minutos - a ideia é que fiquem al dente: cozidas, porém firmes. Esperei esfriar, descasquei e piquei em pedaços médios. Reservei em uma tigela.

Numa tigelinha juntei o restante dos ingredientes e misturei bem. Despejei o molho sobre as batatas e envolvi delicadamente. Acomodei em uma travessa bem bonita e mantive na geladeira até o momento de servir.

Minhas considerações:

- é um acompanhamento incrível para carnes, peixes ou frango;

- como é bem temperada, o resultado é uma salada mega saborosa;

- ótima opção para um almoço informal ou um delicioso pic-nic - para esta última opção, acrescente ovos cozidos ;)

- a minha salada acompanhou estes lagostins que preparei ao alho e óleo. Ficou demais!



Se fizer me conta?

Um abraço!

segunda-feira, 2 de março de 2015

Glossário Gastronômico: Mirepoix

Postado por: Marília


Sabe aquele prato que você comeu num restaurante bacana e nunca conseguiu reproduzir igualmente na sua casa? Talvez a explicação esteja aqui.

Mirepoix (pronuncia-se mirrepuá) é uma das técnicas francesas mais importantes na gastronomia. Caldos, sopas, cozidos e uma série de outros pratos ganham um "up" quando inciamos sua preparação com com estes três ingredientes (nestas proporções): cebola (50%), salsão (25%) e cenoura (25%).

Numa frigideira ou panela aquecida, adicione um fio de óleo e doure a cebola, na sequência, adicione a cenoura e o salsão  e refogue por uns 3 minutos (fogo médio). A partir daqui, adicione o líquido da sua preferência: molho de tomate, caldo ou vinho - conforme orienta a receita escolhida,

Ao final, peneire o molho que se formou, descartando os legumes. O resultado é um molho extremamente perfumado e saboroso. 

Caso se arrisque a fazê-lo, você verá que esta técnica simples trará muito mais sabor aos seus pratos.

Espero que tenha gostado.

Forte abraço.

domingo, 1 de março de 2015

Resultado do Concurso Cultural - Livro a arte de fazer cupcakes

Postagem: Marília


Que rufem os tambores!!!

Saiu o resultado do nosso 1.º Concurso Cultural! \o/ \o/ \o/


Primeiramente quero agradecer a todos que aceitaram participar da nossa brincadeira: muito obrigado!


E a ganhadora foi:





.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SUSPENSE
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Gláucia Perencelli!!

Parabéns Gláucia!! Uhhhhuuuuu!!







Esclarecimento:


Como tivemos alguns probleminhas quanto participantes x regras (teve participante que comentou  na postagem mas não curtiu no Facebook; teve gente que curtiu no Facebook mas não comentou...) tivemos que rebolar para chegar ao resultado de uma forma justa, e decidimos por numerar aleatoriamente os comentários daqueles que estavam com a inscrição ok.

Mais uma vez obrigada a todos os participantes!

Forte abraço!